Medicina do Trabalho

Início das aulas: 15/03/2019

Duração: 24 Meses

CH Total: 1920 Horas

Mensalidade:24 x R$ 1.100,00

Periodicidade: Aulas presenciais - Sexta feira: 14h às 22 h e Sábado: 8h às 17h (quinzenal)

Responsável técnico:

  • Maria Da Penha Rodrigues D’Àvila (pos.academico@emescam.br)
 

Contrato:

Fazer inscrição


A inscrição no site não configura matrícula efetuada, apenas pré-reserva de vagas

Público Alvo:

Médicos

Objetivo:

OBJETIVOS GERAIS
- Capacitar o médico para entender as relações entre trabalho e saúde/doença e, a partir daí inserir-se no processo de mudança necessário à garantia de melhores condições de trabalho e saúde para os trabalhadores;
- Fornecer profissionais habilitados ao Mercado de Trabalho para o atendimento às exigências da legislação vigente trabalhista, previdenciária e judiciária para empresas ou instituições públicas e privadas afins.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Nos objetivos específicos alinham-se as competências e os instrumentos para:
a – Estudo do Trabalho:
  Compreender as correntes de pensamento no campo da saúde do trabalhador;
  Analisar o impacto do trabalho sobre o perfil de morbi-mortalidade da classe trabalhadora, delimitando os problemas de saúde/trabalho em relação aos de saúde geral, bem como descrever esta situação no Brasil;
  Proceder à investigação de um ambiente de trabalho, a partir dos princípios da higiene e segurança do trabalho e identificar as medidas de controle e prevenção dos riscos. 

b – Atenção integral à saúde dos trabalhadores, no plano individual e coletivo:
  Estudar a metodologia de abordagem dos fatores de riscos e danos profissionais com ênfase na epidemiologia;
  Descrever instrumentos e as práticas de diagnóstico, tratamento e prevenção das doenças ocupacionais;
  Avaliar os danos à saúde decorrentes de riscos presentes nos ambientes de trabalho, apontando as condições que contribuíram para a sua aparição e suas consequências.

c – Formular e implementar Políticas e Gestão da Saúde no trabalho:
  Entender o caráter das políticas de saúde no Brasil, sua evolução, particularmente no que se refere à saúde dos trabalhadores;
  Interpretar a legislação aplicada à saúde do trabalhador;
  Analisar os métodos de gestão da força de trabalho;
  Conhecer os princípios da organização de serviços em saúde do trabalhador;
  Conhecer a organização dos trabalhadores na luta pela saúde.

d – Produção e divulgação de conhecimento técnico – científicos, estabelecimentos de protocolos e de normas de procedimentos:
  Conhecer e analisar criticamente as normas técnicas, protocolos de procedimentos e padronização de rotinas sobre questões de saúde relacionadas ao trabalho;
  Conhecer a metodologia de pesquisa e devolver projetos e protocolos de pesquisa direcionada as questões de saúde/trabalho.

Justificativa:

Habilitar legalmente, nos termos da alínea "b" do item 4.4.1 da Norma Regulamentadora nº 4 (NR-4) aprovada pela Portaria nº. 3.214, de 08.07.1978, do Ministério do Trabalho, de acordo com a Lei Federal nº 6.514, de 22/12/1977 (artigo 200 da CLT), graduados em Medicina para cargos privativos de MÉDICOS DO TRABALHO.

Conteúdo Programático:

MÓDULO I - RELAÇÃO ENTRE SAÚDE E TRABALHO
As correntes do pensamento no campo da saúde do trabalhador. A situação da saúde do trabalhador no Brasil: aspectos históricos e atuais. O processo de trabalho e suas representações e organizações sociais. As estratégias defensivas: o sub-proletariado e a organização científica do trabalho; a construção dos sistemas defensivos em função da inserção ou não do processo de trabalho. Posicionamento diante da questão saúde/trabalho e suas consequências.

MÓDULO II - INVESTIGAÇÃO DA RELAÇÃO ENTRE SAÚDE E TRABALHO
Métodos de investigação estatísticos da relação saúde/trabalho. Estatística descritiva, probabilidade e inferência. Variáveis qualitativas e quantitativas.  Transformação de dados em informação. Leitura e construção de tabelas, gráficos e figuras. Amostragem.  Introdução a Epidemiologia. Aplicações da epidemiologia nos serviços de saúde. Investigação dos fatores determinantes da situação de saúde. O impacto do trabalho sobre o perfil de morbi-mortalidade da classe trabalhadora. Métodos e estudos epidemiológicos. Indicadores de mortalidade/morbidade. Avaliação de fatores determinantes da situação de saúde. Vigilância epidemiológica

MÓDULO III – INSTRUMENTOS PARA A INVESTIGAÇÃO DA RELAÇÃO SAÚDE E TRABALHO
Conceituação de acidentes de trabalho. Noções de segurança do trabalho. Aspectos técnicos de prevenção de acidentes. Investigação e análise de acidentes de trabalho. Gestão e controle dos riscos ambientais. Análise de riscos. Programa de prevenção de riscos ambientais.

MÓDULO IV – OS RISCOS PRESENTES NO AMBIENTE DE TRABALHO E OS DANOS À SÁUDE DO TRABALHADOR
Fisiologia da audição, visão e cardio-respiratória. Fisiologia do sistema músculo- esquelético. Conceitos básicos de toxicologia, fases de intoxicações, toxicocinética e toxicodinâmica. Noções de toxicologia ocupacional. Controle ambiental e biológico das intoxicações ocupacionais. Monitoramento biológico das intoxicações. Substâncias químicas e sua relação com saúde/trabalho. Investigação da existência de riscos químicos em ambiente de trabalho. Instrumentos e práticas de prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças ocupacionais.

MÓDULO V – A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO E DANOS À SÁUDE DO TRABALHADOR
A relação entre sofrimento e produtividade. A dialética do sofrimento e dos sistemas defensivos. Definição de ergonomia. Ergonomia clássica e contemporânea. A análise da atividade real do homem em situação de trabalho: o que é, como se faz e os diferentes horários de trabalho. A organização de trabalho e as doenças. Relação de trabalho e formas de gestão. Ler/dort: anatomia dos membros superiores, fisiopatologia clínica, evolução, tratamento e diagnóstico diferencial. Doenças mentais e sua relação com o trabalho. Danos provocados por drogas lícitas e ilícitas e sua relação com o trabalho. Legislação atual.

MÓDULO VI – ATENÇÃO À SÁUDE DO TRABALHADOR
As políticas de saúde no Brasil. A política nacional do trabalhador. Atenção à saúde do trabalhador no sistema de saúde e na empresa. Funções das instituições públicas ligadas à saúde do trabalhador. Direito do trabalho, resoluções da OIT, direito e deveres do empregador e do empregado e CLT. Legislação previdenciária, Lei 8.213/91, Decreto 3.048/99. Perfil profissiográfico previdenciário

METODOLOGIA CIENTÍFICA I, II E III (AO LONGO DO CURSO)
Teoria do conhecimento - senso comum, senso crítico, ciência. Estrutura do trabalho de pesquisa científica. Métodos e técnicas de pesquisa: finalidade; natureza; abordagem; objetivos; procedimentos técnicos; desenvolvimento no tempo.  Estrutura do Resumo e da Paráfrase. Normas gerais para citações no corpo do trabalho. Oratória.

SUPERVISÃO DE ATIVIDADES TCC (AO LONGO DO CURSO)
Fundamentos e métodos da pesquisa científica. Artigo científico como trabalho de conclusão de curso. Elaboração e execução do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

ATIVIDADES PRATICAS E ESTÁGIO SUPERVISIONADO
Estágio em empresas, instituições públicas e privadas com acompanhamento de médicos do trabalho das mesmas. Discussão com orientação dos problemas encontrados nos estágios com a coordenadora do curso. Seminários com temas da prática da Medicina do Trabalho apresentados pelos alunos com discussão e orientação prática.