NÚCLEO ACADÊMICO KÁTIA PICCOLI – NAKP

O Núcleo Acadêmico Kátia Piccoli – NAKP iniciou desde a criação do curso de Enfermagem, em 2006. O nome escolhido foi uma homenagem a enfermeira e professora Kátia Maria Piccoli (in memorian), que foi uma profissional de referência para os discentes da Instituição.

 

O NAKP tem como missão dar voz aos alunos e promover atividades integrativas de modo a contribuir para o desenvolvimento da ciência e da inovação, além de cooperar para uma formação ética e com responsabilidade. E tem como visão representar os interesses dos acadêmicos do curso de Enfermagem, e ser reconhecido como gestão de referência para os alunos pela qualidade das ações transformadoras do curso. Os valores são transparência, liberdade, democracia, ética, compromisso, responsabilidade, solidariedade, organização, coletividade, inovação.

 

Atualmente, o NAKP está ativo, representado pela gestão 2020, que tem como tema “InterAção”.

Duração do Curso: 12 períodos
Número de vagas: 70 semestrais
Turno: Integral

Presidente

Micael Colodette Pianissola

Vice-presidente

Larissa Zuqui Ribeiro

Diretora Científica

Ana Caroline Zeferino Botacin

Diretora de Esportes e Lazer

Fabileny Sara Barcelos

Diretora de Marketing

Rebeca de Lima Oliveira Bianca

1ª Secretária 

Mariana Portes Ferreira

2º Secretário

Pietro Andrade Alcantara

1ª Tesoureira

Júlia Junquilho Birchler

2ª Tesoureira

Raquel Vicentini Oliveira

1ª Suplente

Mariana Porto de Souza

2º Suplente

João Vitor Nascimento Palaoro

e-mail: nakp@emescam.br

Ato legal: Portaria de Renovação de Reconhecimento nº 1346 de 15/12/2017 publicada no DOU 18/12/2017

Objetivo

Formar médicos dotados de vasto conhecimento científico, de habilidades e de atitudes que possibilitem o necessário e competente desempenho profissional, compromissados e com postura ética adequada, capazes de desenvolver com responsabilidade, ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação da saúde, em nível individual e coletivo.

Formar profissionais capazes de realizar atos médicos com qualidade, capazes de avaliar, sistematizar, propor e adotar condutas que sejam benéficas para os pacientes, com substantivo embasamento científico.

Formar médicos capazes de atuar, de forma plena, nos diferentes níveis de atenção, tanto no Sistema Único de Saúde quanto no Sistema de Saúde Suplementar, assumindo seu papel político de percepção e transformação da realidade social, em sua área de competência.

A profissão médica é ciência, é arte, e muito mais. A medicina em seus primórdios era voltada quase exclusivamente para o tratamento de pessoas doentes. Este conceito se expandiu e hoje o médico atua de diversas maneiras e em diferentes áreas. Diagnosticar e tratar pessoas enfermas continua sendo o maior campo de atuação do médico. Clínicos, pediatras, cirurgiões, ginecologistas e a maioria dos demais especialistas atuam na maior parte das vezes se empenhando em firmar diagnósticos, prescrever e executar tratamentos. Para tal, conta com o auxílio imprescindível e indispensável dos demais profissionais da área da saúde. Porém, muitas outras atividades podem ser desenvolvidas pelos médicos: prevenção de doenças mediante estudos epidemiológicos; elaboração e participação em projetos como os de controle de pressão arterial, peso, colesterol, glicemia, bem como os de orientação individual ou coletiva sobre cuidados com a saúde; proposição, elaboração e desenvolvimento de políticas públicas de saúde; pesquisas em ciências básicas, como a farmacologia, fisiologia, imunologia, genética; atuação em instituições de ensino, pesquisa, empresas de biotecnologia, indústria farmacêutica; outras.

O campo de trabalho para o médico dentro das empresas vem crescendo, quer seja como consultor, médico do trabalho ou outra atividade relacionada à saúde do trabalhador. Áreas em expansão também compreendem a medicina do esporte, a medicina aeroespacial, o desenvolvimento de aplicativos relacionados à saúde, o trabalho conjunto com outros profissionais no desenvolvimento tecnológico da medicina, além da gestão em serviços de saúde. Nada o impede de exercer mais de uma função. Um médico pode, por exemplo, ser cirurgião e professor; pode ser cardiologista e pesquisador; pode ser psiquiatra e perito judicial; pode ser anestesiologista e gestor hospitalar. São inúmeras as possibilidades. Em quaisquer destas atividades, atuará sempre com altruísmo, responsabilidade, honestidade, competência e solidariedade, esta talvez a mais importante qualidade do médico.

O Curso de Medicina da EMESCAM proporciona o ensino necessário para que todas estas capacidades sejam desenvolvidas.

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar