PESQUISA

As atividades nos Núcleos atribuem crédito à participação dos discentes. Os alunos devem cumprir 4 (quatro) créditos de participação em um dos dois Núcleos, sendo 2 (dois) créditos por semestre. Os Núcleos se caracterizam como atividades coletivas e interdisciplinares que aglutinam os projetos de pesquisa de docentes e discentes em andamento, favorecendo o enfrentamento de questões teóricas necessárias às articulações conceituais dos debates das Linhas de Pesquisa à temática dos Núcleos. Suas atividades didáticas e ações concretas são integradas e articuladas em torno de pesquisas, assessorias e intervenções em organizações sociais públicas e não governamentais, com vistas a contribuir com a formação de quadros profissionais comprometidos com a construção de conhecimentos sociais críticos para as novas realidades das políticas públicas. Além disso, também têm como finalidade a organização de eventos, materiais bibliográficos e documentais através de pesquisas coletivas e/ou outras atividades que possam fazer avançar os estudos e debates sobre as políticas públicas, de forma interdisciplinar e intersetorial, e, ainda, o estímulo à produção intelectual e técnica dos discentes. Os núcleos viabilizam também a maior articulação entre alunos de mestrado e graduação ampliando essa integração. Espera-se que o aprofundamento dessa integração contribua com a qualidade do curso de graduação.

 

Projeto de Pesquisa: Políticas Públicas, Inclusão Social, Educação, Culturas e Diversidade

Docente: Angela Maria Caulyt Santos da Silva (Resp.)

Linha de Pesquisa: Serviço Social, Processos Sociais e Sujeitos De Direito

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 04/08/2014

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: As pesquisas focam a educação, a cultura popular e os movimentos sociais. Contribuições do Serviço Social para discutir a diversidade humana e relações de exploração/opressão de gênero, geração, sexualidades e etnias/raças das comunidades dos povos tradicionais. O estudo da diferença por meio do entendimento do conceito de cidadania. Os processos civilizadores de longa duração  educação e cultura enquanto instrumentos e campos de políticas públicas, bem como suas interfaces com a memória e o patrimônio imaterial e Serviço Social. Neste sentido, a memória sócio-cultural é compreendida como fenômeno político em sua relação com a imaterialidade da vida cotidiana as desigualdades sociais, no âmbito das classes sociais. A produção da memória social sobre a cultura na transmissão inter e intrageracional.

 

Projeto de Pesquisa: Trabalho, movimentos sociais e políticas públicas

Docentes: Cesar Albenes De Mendonca Cruz (Resp.) e Janice Gusmao Ferreira De Andrade

Linha de Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Início: 07/01/2013

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: O projeto de pesquisa Trabalho, Movimentos Sociais e Políticas Públicas, procura articular as lutas sociais do trabalho com os avanços na conquista de direitos sociais. Ela discute como a organização da classe trabalhadora e da sociedade através dos movimentos sociais, pressionam o Estado a promover reformas, no sentido de incluir setores sociais nos benefícios materiais e simbólicos desenvolvidos pela Sociedade Capitalista. Ao mesmo tempo, reforçamos que sem a organização e a mobilização dos trabalhadores e da sociedade civil organizada, não é possível avançar em direitos e conquistas.

 

Projeto de Pesquisa: Políticas Públicas e Gestão Municipal: um estudo dos planos diretores e sua implementação a partir dos orçamentos

Docentes: Gissele Carraro (Resp.) e Maressa Cristiane Malini de Lima

Linha de Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Início: 02/09/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: As políticas públicas resultam da correlação de forças sociais e lutas de classes, no âmbito do Estado e Sociedade, expressam em grande parte, reivindicações e conquistas sociais e políticas de trabalhadores e trabalhadoras, em diferentes conjunturas. Como tais, constituem uma mediação central para a distribuição de bens coletivos e serviços públicos, regulados e providos pelo Estado, com participação e controle social da sociedade, em resposta às demandas sociais de saúde, trabalho, educação, assistência social, habitação, saneamento, meio ambiente, lazer, entre outras. Estas, por sua vez, encontram-se inscritas no texto constitucional de 1988 entre os direitos e garantias fundamentais, devendo ser asseguradas mediante o estabelecimento de políticas públicas. Nessa direção, cabe ao poder público a elaboração de planos para sua concretização. O principal instrumento para a gestão municipal, tendo em vista o desenvolvimento da cidade e a realização dos direitos de cidadania, é o plano diretor, exigência para municípios com mais de vinte mil habitantes, que precisa estar articulado às definições relativas ao orçamento municipal (PPA, LDO e LOA), objetivando a incorporação das áreas prioritárias estabelecidas. Ressalta- se, que embora plano diretor não possua caráter obrigatório a todos os municípios brasileiros, entende-se que o processo de planejamento e gestão de políticas públicas é essencial para o desenvolvimento e bem-estar dos(as) cidadãos(ãs). Diante disso, a proposta de pesquisa objetiva analisar a implementação dos planos diretores, a partir dos orçamentos, com vistas a apreender como as políticas públicas são contempladas pela gestão municipal, em termos de prioridades, de modo a contribuir com subsídios para qualificação desse processo. Trata-se de um estudo multicaso ou de casos múltiplos, considerando municípios do Estado do Espírito Santo de diferentes portes populacionais (pequeno I e II, médio e grande), selecionados por amostragem probabilística não intencional. Pretende-se efetuar análise documental de planos diretores e orçamentos em vigência.

 

Projeto De Pesquisa: Ajuste Estrutural Do Grupo Banco Mundial E Contrarreformas No Brasil: Assistência Social, Trabalho E Previdência Rural

Docente: Gissele Carraro (Responsável) e Thais Casagrande Cirino

Linha De Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 02/09/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: O atual ajuste estrutural do Grupo Banco Mundial continua representando, a exemplo das efetivadas nas décadas anteriores, uma das respostas dadas pelo capital internacional sob a hegemonia financeira, como estratégia ao seu processo de reestruturação econômica e política. No entanto, com a crise de 2008, a radicalidade do neoliberalismo foi retomada em escala mundial, incluso na América Latina e no Brasil, com sua agenda programática de contrarreformas institucionais e ajustamento discursivo incorporado aos modos de ser, pensar e agir na ordem societária vigente. Dessa forma, torna-se a nova racionalidade de mundo, a serviço da acumulação do capital, o qual tem se universalizado, como receituário único, independentemente da formação sócio-histórica, cultura e condições de infraestrutura de cada país, subordinando o Estado e a sociedade à lógica mercantil. Com efeito, em direção às tendências históricas internacionais de contínuo e ampliado processo de contrarreformas, o Estado brasileiro tem adotado uma série de medidas, tais como: a alteração do regime fiscal no âmbito dos orçamentos fiscal e da seguridade social da União (Emenda Constitucional 95/2016), que limita por vinte exercícios financeiros o crescimento de despesas e investimentos públicos; a reforma trabalhista (Lei 13.467/2017) e a reforma da previdência social (Emenda Constitucional 103/2019), com mudanças substantivas, introduzindo mecanismos que potencializam a exploração da força de trabalho, restringem e retiram direitos, e desmontam as políticas públicas, deixando trabalhadores/as descobertos/as de proteção social. Através dessa pesquisa, quer-se analisar a recente proposta de ajuste estrutural do Banco Mundial, de modo a apreender concepções e desdobramentos das contrarreformas presentes na agenda político-institucional do Estado brasileiro para a assistência social, o trabalho e a previdência rural, gerando conhecimentos que potencializem reflexões e intervenções críticas no âmbito das políticas públicas. Trata-se de um estudo de cunho documental, acerca dos relatórios do Grupo Banco Mundial Um ajuste justo: análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil de 2017, Por um ajuste justo com crescimento compartilhado: uma agenda de reformas para o Brasil, bem como as Notas de Política Pública publicadas posteriormente para cada área. Serão analisadas as propostas para a assistência social, o trabalho e a previdência social rural, considerando a recomendação de integração dessas três políticas públicas contidas nesses documentos. O projeto de pesquisa envolve uma parceria interinstitucional com a Universidade Federal do Pampa  Unipampa, com docentes do Curso de Serviço Social, que integram o Grupo de Pesquisa Trabalho, Formação Profissional em Serviço Social e Política Social na América Latina, além de docentes e discentes do PPG em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local da Emescam.

 

Projeto de Pesquisa: Alterações político-econômicas contemporâneas na América Latina e seus impactos nas Políticas de Assistência Social, Saúde, Previdência Social, Seguro-Desemprego e Educação: o caso do Brasil, de Cuba e do Chile

Docentes: Gissele Carraro e Jane Cruz Prates

Linha De Pesquisa: Projeto Isolado

Área De Concentração:

Data De Inicio: 08/07/2019

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: A presente proposta de investigação pretende estudar e explicar, tomando por base a realidade de países como Brasil, Cuba e Chile, os impactos da mais recente crise econômica do capital, em políticas estruturantes tais como a saúde, a educação, a assistência social e a previdência social em cada um dos países estudados, identificando aproximações e particularidades nessas refrações. Desde 2008, a crise do capital vem provocando de modo acentuado desmontes mais significativos em processos de proteção social, e nas condições de ensino, formação e trabalho, nos mais diversos países do continente. Em que pese as formas diversas que esse impacto se verifique, tanto nos países capitalistas ou no caso Cubano, sob um sistema de construção do socialismo, verifica-se que alguns elementos são comuns a essas refrações, como por exemplo as orientações dos organismos multilaterais que acabam por influenciar essas políticas no sentido da focalização e seletividade ou no estímulo a processos de privatização. As recentes e significativas alterações no contexto conjuntural e estrutural dos países periféricos e centrais preocupam os pesquisadores e apontam para importantes impactos na proteção social e nesta as políticas de assistência social, saúde, previdência social, seguro-desemprego e educação no Continente. Sem dúvida esses impactos não se restringem aos países periféricos, contudo os processos políticos recentes vivenciados por países como o Brasil, a crise no financiamento do conjunto de políticas públicas no Chile e as novas relações entre Cuba e EUA são elementos novos que, sem dúvida, merecem uma análise particular, o que associado aos acúmulos oriundos da pesquisa anterior, possibilitarão ao grupo mediações mais substantivas acerca do tema com perspectivas de contribuir para o seu adensamento. Pretende-se, a partir dessa proposta de investigação e cooperação consolidar a constituição de uma rede de cooperação científico-acadêmica entre Programas de Pós- Graduação nacionais e internacionais articulando as áreas de Serviço Social e Economia em torno dos eixo temático das políticas de assistência social, saúde, previdência social, seguro-desemprego e educação no Brasil, em Cuba e no Chile, tendo em vista elevar o padrão de qualidade da formação de profissionais em nível de pós-graduação, elevar a produção científica desses Programas e contribuir com subsídios para a qualificação dos Cursos de Graduação dessas áreas nas Instituições de Ensino Superior parceiras. Nessa direção, pretende-se ainda desenvolver atividades de pesquisa, ensino e formação de recursos humanos em nível de pós-graduação envolvendo quatro programas de pós-graduação brasileiros e dois programas internacionais, via cooperação técnica; possibilitar intercâmbio e troca de experiências entre programas de pós-graduação de três estados do país (RS, SP, ES) estimulando a mobilidade docente e discente entre os Programas de Pós-Graduação e a realização de eventos acadêmicos integrados; desenvolver estudos, produções bibliográficas e técnicas sobre as mudanças políticas, econômicas e sociais que ocorreram nos países em estudo e seus impactos nas políticas de assistência social, saúde, previdência social, seguro-desemprego e educação; possibilitar interação científico-acadêmica entre Grupos/Núcleos de pesquisa de diferentes Programas de Pós-Graduação, de diferentes áreas e localidades do País e de diferentes países, estimulando os processos de mobilidade acadêmica e intercâmbio nacional e internacional; fomentar os processos de solidariedade entre os PPGS e os processos de internacionalização, bem como a solidificação de grupos e redes de pesquisa; propiciar a participação de alunos dos cursos de doutorado dos programas parceiros, via bolsas sanduíche entre esses programas e por fim ampliar a formação de mestres e doutores que dediquem-se ao estudo da temática.

 

Projeto De Pesquisa: Avaliação Dos Serviços De Saúde Com Ênfase Nas Políticas Públicas

Docente: Italla Maria Pinheiro Bezerra (Resp.) e Luiz Carlos De Abreu

Linha De Pesquisa: Políticas ee Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data De Início: 16/01/2017

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: Investigar atuação profissional, processos de trabalhos, indicadores de saúde e ações de saúde nos serviços de atenção primária, secundária e terciária em uma perspectiva de otimização das políticas públicas de saúde.

 

Projeto De Pesquisa: Desigualdades Socioespaciais e Mortalidade Perinatal

Docente: Italla Maria Pinheiro Bezerra (Resp.) e Luiz Carlos De Abreu

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data De Inicio: 01/08/2018

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: Avaliar a distribuição espacial e evitabilidade da mortalidade perinatal na Região Metropolitana da Grande Vitória do Estado do Espírito Santo, ES, Brasil. Método: Trata-se de um estudo ecológico, descritivo e de intervenção, com abordagens quantitativa e qualitativa, em três etapas, a ser realizado nos municípios da Região Metropolitana da Grande Vitória do Estado do Espírito Santo: Serra, Vila Velha, Cariacica, Vitória, Guarapari, Viana e Fundão. A etapa I será realizada mediante a coleta dos dados secundários e utilização de técnicas de análise espacial para caracterização da mortalidade perinatal; a etapa II é referente a descrição do perfil epidemiológico da mortalidade perinatal sob a perspectiva da evitabilidade; a etapa III será destinada a realização de uma capacitação com profissionais enfermeiros que estão à frente das principais causas evitáveis de óbitos perinatais na atenção primária em saúde. Resultados esperados: Desenvolver meios que facilitem a prevenção de óbitos perinatais; identificar as principais causas e as áreas em que estas estão ocorrendo, para posteriormente, agir com ações de intervenção relacionadas diretamente ao problema; conscientizar os profissionais enfermeiros capacitados acerca do tema, despertando o senso crítico e a atuação multiprofissional e interdisciplinar; servir de suporte a pesquisadores para o desenvolvimento de estudos; Contribuir para o progresso da pesquisa, atendendo a pesquisadores e alunos nas áreas de saúde, com um ambiente de pesquisa instituído na área da enfermagem com ênfase em saúde coletiva, bem como saúde da mulher, da criança e epidemiologia.

 

Projeto de Pesquisa: Análise Espacial do Diabetes e Avaliação das Práticas De Saúde Desenvolvidas: Uma Contribuição Para O Planejamento E Tomada De Decisão Em Saúde No Estado Do Espirito Santo, Brasil

Docente: Italla Maria Pinheiro Bezerra (Resp.) e Luiz Carlos De Abreu

Linha De Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 01/08/2017

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: Avaliar a distribuição espacial do Diabetes e as práticas de saúde desenvolvidas para o controle e prevenção de complicações no Estado do Espirito Santo, ES, Brasil.

 

Projeto de Pesquisa: Reforma trabalhista e Serviço Social: a radicalização da alienação nas relações entre capital e trabalho e implicações para a profissão

Docente: Janice Gusmao Ferreira de Andrade (Resp.) e Cesar Albenes de Mendonca

Linha De Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 15/04/2019

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: O processo de (contra)reforma do Estado brasileiro que inicia nas décadas finais do século XX parece se acirrar nestas primeiras décadas do século XXI. Trata-se da reforma trabalhista, realizada no Brasil, no ano de 2017, que trouxe mudanças significativas na legislação do Trabalho (CLT), na vida do trabalhador e de toda a sociedade brasileira. O esforço teórico-metodológico com o qual nos comprometemos a realizar esta pesquisa objetiva identificar, compreender, analisar as transformações sociais recentes capazes de interferir na realização do objeto profissional, bem como no seu instrumental técnico-operativo, meio pelo qual a profissão se mostra e se revela a partir das respostas demandadas pelos profissionais em seu cotidiano de trabalho.

 

Projeto de Pesquisa: Políticas de Proteção à Saúde Materno-Infantil: discutindo os indicadores e determinantes sociais da saúde

Docente: Janine Pereira Da Silva (Resp.)

Linha De Pesquisa: Políticas De Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 02/04/2018

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Visa identificar as principais legislações que fundamentam a formulação e a execução de políticas públicas para a saúde materno-infantil no Brasil, a partir da década de 1980, além de analisar as relações destas políticas com indicadores de saúde nesta população como a atenção pré-natal, assistência ao parto e saúde materna e infantil; avaliando, ainda, aspectos biológicos, demográficos, socioeconômicos e demais determinantes sociais da saúde.

 

Projeto de Pesquisa: Análise dos Fatores de Risco e de Proteção para Doenças Crônicas Não Transmissíveis à Luz das Políticas Públicas

Docente: Janine Pereira Da Silva (Resp.)

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data De Inicio: 02/04/2018

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: Busca descrever a prevalência dos fatores de risco e de proteção para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) e analisá-la à luz das políticas públicas; na perspectiva futura de orientar intervenções para promoção da saúde, vigilância e prevenção dos fatores de risco para DCNT nos diferentes ciclos de vida.

 

Projeto de Pesquisa: A pessoa com deficiência: discutindo acesso aos serviços de saúde, inclusão social e qualidade de vida

Docente: Luciana Carrupt Machado Sogame (Resp.)

Linha De Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 03/06/2013

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: O acesso universal aos serviços de saúde, além de ser uma garantia constitucional, é uma bandeira de luta dos movimentos sociais, nos quais essa reivindicação passou a ser um dos elementos fundamentais dos direitos de cidadania. A inclusão social da pessoa com deficiência tem sido um tema enfocado com frequência cada vez maior, na literatura brasileira especializada e em diversas áreas. Nos termos da Constituição Federal de 1988, o conteúdo da inclusão social das pessoas com deficiências perpassa além do direito geral à igualdade, corolário do princípio da dignidade humana, todos os direitos sociais assegurados no artigo 6º, da Constituição Federal de 1988, tais como o direito à educação, o direito à saúde, o direito ao trabalho, o direito ao lazer, o direito à previdência social e, mais especificamente, o direito à vida familiar, o direito ao transporte e o direito à eliminação das barreiras arquitetônicas ao acesso. A assistência à saúde da pessoa com deficiência física é uma questão de direito social. Nesse sentido, a inclusão social das pessoas com deficiências significa possibilitar a elas, respeitando as necessidades próprias da sua condição, o acesso aos serviços públicos. Dessa forma, o presente projeto propõe descrever a política de saúde e análise dos princípios do SUS  universalidade, integralidade e equidade  e barreiras aos serviços de saúde ao atendimento às pessoas com deficiência considerando os diferentes níveis de atenção. Também se propõe a estudar os mecanismos/ estratégias de inclusão social e verificar o impacto destas ações na qualidade de vida das pessoas com deficiência. Para isto será realizada uma pesquisa bibliográfica com artigos em português e inglês na base de dados do PUBMED, LILACS, EMBASE. A estratégia de busca para identificação dos estudos foi através das palavras-chaves: Health Services Accessibility, Inclusion e Health Policy. A pesquisa documental será realizada através de uma classificação documental sobre leis, decretos, portarias, e normas relacionadas à temática e análise de prontuários e registros clínicos de pessoas com deficiência assistida no Hospital da Santa casa de Misericórdia de Vitória, Centro de Reabilitação Física do Estado do Espírito Santo (CREFES) e Clínica Escola de Fisioterapia da EMESCAM. Também serão realizadas entrevistas semiestruturadas junto aos pacientes e/o seus responsáveis para entender o impacto das ações realizadas na qualidade de vida das pessoas com deficiências assistidas por estes serviços. Para análise dos dados no que se refere aos dados quantitativos, será realizada análise descritiva dos dados e para os dados qualitativos transcrição na integra dos relatos obtidos através de entrevistas e análise de conteúdo.

 

Projeto de Pesquisa: LCMS (2)  Política de atenção materno infantil: morbidades maternainfantil e gravidez na adolescência

Docente: Luciana Carrupt Machado Sogame (Responsável)

Linha De Pesquisa: Políticas De Saúde, Integralidade E Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 11/02/2013

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: A questão da saúde da mulher foi incorporada às políticas nacionais de saúde nas primeiras décadas do século XX, sendo limitada, entretanto, nesse período, às demandas relativas à gravidez e ao parto. A formalização das políticas públicas na assistência à saúde materno-infantil ocorreu a partir da década de 1970, com a implantação do Programa de Saúde Materno-Infantil (PSMI). Esse programa foi caracterizado por um alcance limitado, negligenciando medidas como a continuidade da assistência até o parto e a garantia de assistência hospitalar qualificada. As políticas de saúde materno-infantil evoluíram nos últimos anos, e mais recentemente, incorporaram a implementação de ações e políticas voltadas à saúde do adolescente, com foco na saúde sexual e reprodutiva, visando sanar as dificuldades encontradas no setor da saúde e, consequentemente, levar a uma abordagem mais eficaz em gestantes adolescentes. A presente pesquisa será realizada em dois momentos. O primeiro com levantamento da mortalidade materna do Município de Vila Velha/ES (2001-2011)utilizando-se os dados de óbitos maternos obtidos no sistema de informação sobre mortalidade (SIM) e no sistema de informação sobre nascidos vivos (SINASC). O segundo momento trata-se de um estudo observacional de coorte retrospectivo em duas maternidade, no período de janeiro a dezembro dos anos 2009 a 2014. Os dados serão coletados mediante análise de prontuário . Após a coleta dos dados, serão identificadas as variáveis maternas e neonatais para caracterizar o perfil materno infantil, bem como a associação das características sócio-demograficas com o desenvolvimento de morbidades. Com os dados obtidos também será realizado um estudo de caso controle aninhado para verificar a influência da gravidez na adolescia no desenvolvimento de morbidades. Será realizada análise estatística descritiva e inferencial (análise univariada e uma multivariada). Espera-se, com este estudo, provocar uma reflexão acerca das morbidades maternas e neurológicas/ respiratórias adquiridas durante o período de internação hospitalar pelas mães e seus recém-nascidos, ressaltando a importância da qualidade do cuidado materno infantil. Bem como uma discussão a cerca a gravidez na adolescência como um problema de política da mulher, relevante na atualidade, sobretudo pelo fato das mesmas se encontrarem ainda em fase desenvolvimento biológico, psíquico, sexual e social.

 

Projeto de Pesquisa: Política nacional de saúde da pessoa idosa: discutindo vulnerabilidade, funcionalidade e o papel da estratégia da saúde da família no cuidado

Docente: Luciana Carrupt Machado Sogame (Resp.) e Maria Carlota de Rezende Coelho

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data De Inicio: 07/04/2015

Situação Do Projeto: em andamento

Descrição: O envelhecimento populacional é um fenômeno que tem tomado proporções mundiais, e como tal requer um olhar atento de todas as esferas governamentais. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a expectativa de vida da população mundial aumentou em seis anos entre 1990 e 2012 (WORLD&, 2014). No Brasil, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a expectativa de vida do brasileiro saltou de 48 anos em 1960 para 73 anos em 2010. (INSTITUTO& 2010).Simultaneamente ao aumento da expectativa de vida e crescente envelhecimento populacional, é possível observar também uma maior vulnerabilidade em decorrência de doenças crônicas e déficits no campo físico, psíquico e principalmente social. Desta forma, o avançar da idade algumas vezes torna-se marcado por condições que podem levar a redução da independência funcional e afastamento social do individuo idoso. (SAQUETTO et al, 2013). No Brasil da década de 1990 até o início de século XXI, foram promulgadas várias políticas setoriais de proteção ao idoso, em decorrência dos movimentos sociais pró-envelhecimento saudável. Dentre essas, destacamos a Política Nacional do Idoso (PNI) de 1994, o Estatuto do Idoso de 2003 e a Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI) de 2006. Essa política tem como proposito basilar a manutenção e melhoria da capacidade funcional de idosos, promoção do envelhecimento saudável, prevenção de doenças e recuperação de saúde. A PNSI apresenta dois eixos norteadores: medidas preventivas, com especial destaque para a promoção da saúde, e atendimento multidisciplinar para o idoso. Sabe-se que a manutenção da capacidade funcional é um processo dinâmico e multifatorial, caracterizado por aspetos físicos e mentais e que o próprio processo fisiológico de envelhecimento caracteriza sobrecarga funcional sobre o indivíduo. Esse conjunto de fatores pode levar a um crescente nível de incapacidade na população, podendo até mesmo, em uma visão a médio e longo prazo, levar esse idoso a se exilar do convívio da sociedade restringindo-o exclusivamente ao convívio familiar e podendo restringi-lo até mesmo aquém do convívio familiar, levando-o a restrição ao leito. (ESQUENAZI; SILVA; GUIMARÃES, 2014; SAQUETTO, et al, 2013).Considera-se que a Estratégia Saúde da Família (ESF) configura-se como um espaço privilegiado para a atenção a essa população, uma vez que tanto os idosos quanto seus familiares/cuidadores demandam programas de orientação, informação e apoio de profissionais capacitados para tal. Além disso, a PNSPI preconiza que toda atenção voltada ao indivíduo idoso seja baseada essencialmente na família e na atenção primária, foco primordial da ESF. (BRASIL 2006; 2012). O presente projeto de pesquisa tem como objetivo fazer uma análise e reflexão a cerca da vulnerabilidade, funcionalidade e o papel da estratégia da saúde família no cuidado da pessoa idosa. Também se propõem perceber a multicausalidade dos processos mórbidos, sejam eles físicos, psicológicos ou sociais, individual ou coletivamente, contextualizando sempre, o indivíduo e seu ambiente. Para tanto será feito pesquisa aplicada, explicativa e quantitativa caracterizada por estudo transversal com aplicação de escalas e questionários.

 

Projeto de Pesquisa: Política nacional de atenção às urgências: discutindo regulação, georeferenciamento e assistência interprofissional nos diferentes ciclos de vida

Docente: Luciana Carrupt Machado Sogame (Resp.) e Silvia Moreira Trugilho

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 02/01/2017

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: A proposta do presente projeto nasceu das discussões do Núcleo de pesquisa interdisciplinar da Rede de Urgência e Emergência e é realizado em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo. A proposta se consolida frente aos desafios para implementação das Redes de Atenção à Saúde e almeja discutir a Política Nacional de Atenção às Urgências (PNAU) e produzir conhecimentos que potencializem a gestão, qualifique a assistência e aperfeiçoe a formação profissional (graduação e pós-graduação) dentro de uma lógica interprofissional, o que proporcionará o fortalecimento dos componentes da Rede de Urgência e Emergência. Tem-se como objetivos específicos fazer uma reflexão sobre a Regulação Médica das Urgências e sua importância na Rede de Atenção às Urgências no Sistema Único de Saúde (SUS) como elemento ordenador da atenção às urgências. Analisar aspectos relacionados ao georefrenciamento dos chamados do SAMU, destacando o panorama de distribuição e tendências no atendimento de urgências e emergências no estado do Espírito Santo. Verificar a assistência prestada a população caracterizando perfil, tipo de ocorrências e destino considerando os diferentes ciclos de vida. A pesquisa de campo será caracterizada por coleta de dados retrospectiva, com análise de uma amostra dos boletins de ocorrência dos atendimentos dos pacientes assistidos pelo SAMU, no ano de 2015 e será realizada em conjunto com o estudo denominado: Rede de Urgência e Emergência: Estudo do SAMU 192 na Região Metropolitana do Espírito Santo. Aprovado no CEP da EMESCAM sob número CAAE: 58551716.3.0000.5065.

 

Projeto de Pesquisa: Saúde e Trabalho no Serviço Público

Docente: Luciana Carrupt Machado Sogame (Resp.)

Linha de Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 08/08/2016

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Desenvolver estudos que partem da caracterização do capitalismo contemporâneo e suas relações com o Estado, enfocando as mudanças no mundo do trabalho e particularmente implicações para as relações e condições de trabalho no âmbito do serviço público, bem como para o processo saúde-doença dos trabalhadores a ele vinculados. Engloba pesquisas que buscam identificar conceitos e indicadores que propiciem operacionalizar tal objetivo.

 

Projeto de Pesquisa: Políticas Públicas, Inclusão Social, Educação, Culturas e Diversidade.

Docente: Maressa Cristiane Malini de Lima (Resp.)

Linha De Pesquisa: Serviço Social, Processos Sociais e Sujeitos de Direito

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 08/04/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Refere-se a um projeto “mãe” ou “guarda-chuva”. As pesquisas focam a educação, com enfoque maior à especial/inclusiva, a cultura popular e os movimentos sociais. Contribuições do Serviço Social para discutir a diversidade humana e relações de exploração/opressão de gênero, geração, sexualidades e etnias/raças das comunidades dos povos tradicionais. O estudo da diferença por meio do entendimento do conceito de cidadania. Os processos civilizadores de longa duração – educação e cultura enquanto instrumentos e campos de políticas públicas, bem como suas interfaces com a memória e o patrimônio imaterial e Serviço Social. Neste sentido, a memória sociocultural é compreendida como fenômeno político em sua relação com a imaterialidade da vida cotidiana as desigualdades sociais, no âmbito das classes sociais. A produção da memória social sobre a cultura na transmissão inter e intrageracional.

 

Projeto de Pesquisa: Rede Capixaba de Biotério

Docente: Maressa Cristiane Malini de Lima (Resp.) e Marcela Souza Lima Paulo

Linha De Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 08/04/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Almeja-se que o Brasil se torne referência na área de produção de animais para ciência, o entendimento é de que o uso de animais ainda é imprescindível nos testes in vivo e que hoje existe um desequilíbrio entre oferta e procura no país, principalmente em razão do aumento considerável da produção científica nacional, mas uma má distribuição dos centros produtores de excelência encontrados no país. O cenário capixaba é semelhante ao nacional, historicamente e sempre que necessário os biotérios capixabas são dependentes de material genético/animais vindos de outros centros produtivos como Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. A Rede é multidisciplinar, sendo formada pelas três principais instituições de Ensino Superior do Estado do Espírito Santo: Universidade Vila Velha (UVV), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória (EMESCAM). No que se refere à produção de animais, o modelo pretendido prevê que o Biotério da UVV será o responsável pelo estabelecimento da Colônia de Fundação da Rede. Essas matrizes produzidas serão fornecidas, sempre que necessário, ao Biotério Central da UFES que será responsável pelo estabelecimento das colônias de Produção e Expansão da Rede, ou seja, terá a incumbência de reproduzir os animais em número suficiente para serem distribuídos/destinados, quando necessário, aos demais biotérios e laboratórios experimentais e setoriais pertencentes às instituições que compõem a Rede. De maneira complementar, o Biotério da EMESCAM será responsável por realizar o controle genético e sanitário das colônias de animais dos biotérios que compõem a Rede, de modo a estabelecer um controle de qualidade integrado entre os biotérios, para direcionar atividades técnicas que visam futuramente a certificação da produção dos animais produzidos pela Rede. Diante do exposto, a criação da RCB visa promover a capacitação e a padronização dos procedimentos operacionais de produção e manejo de matrizes de roedores, e a produção de animais de experimentação biológica que atendam a padrões nacionais e internacionais de qualidade sanitária e genética.

 

Projeto de Pesquisa: Perfil da equipe de Enfermagem no Brasil

Docente: Maria Carlota De Rezende Coelho (Resp.)

Linha De Pesquisa: Políticas De Saúde, Integralidade E Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Início: 09/07/2012

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: O estudo tem por objetivo traçar o perfil da enfermagem brasileira, incluindo as categorias (enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem) considerando características socioeconômicas, a formação, o desenvolvimento profissional, a inserção no mundo do trabalho, a participação sócio-política dos profissionais. Busca descrever a dinâmica atual do mercado de trabalho e as tendências e perspectivas da enfermagem, dentro do atual contexto social, econômico e político brasileiro.

 

Projeto de Pesquisa: Acompanhamento de egressos: contribuições para a Comissão Própria de Avaliação

Docente: Janine Pereira da Silva e Maria Carlota de Rezende Coelho (Resp.)

Linha De Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área De Concentração: Políticas De Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 02/01/2017

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: O projeto tem como objetivo geral acompanhar os egressos dos Cursos de Graduação e Pós Graduação stricto sensos da Instituição de ensino -Escola de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória. Os projetos para acompanhamento de egressos são de natureza retrospectiva com a abordagem quantitativa tendo como participantes os egressos dos diferentes Cursos de Graduação e Pós graduação stricto sensos da EMESCAM, utilizando métodos de análise da estatística descritiva e analítica.

 

Projeto de Pesquisa: Processos Sociais e Serviços de Saúde com ênfase nas Políticas Públicas.

Docente: Maria Carlota De Rezende Coelho

Linha de Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais d Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 06/02/2017

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: O projeto tem como objetivo geral ampliar conhecimento sobre os diversos problemas de saúde que acometem a sociedade brasileira em geral e do estado do Espírito Santo em particular, incluindo ai o processo de trabalho em saúde e a saúde dos trabalhador a partir da análise de seus indicadores de forma a fornecer subsídios para implementação ou melhorias das diferentes políticas de saúde. A partir dos diferentes objetos que cabem no projeto de pesquisa Polícias de Saúde e Processos Sociais o desenho metodológico das pesquisas, se adapta ao tipo de pesquisa com abordagem ora qualitativa e ora quantitativa e seus diferentes métodos de investigação e análise dos resultados.

 

Projeto de Pesquisa: Avaliação de políticas e programas de saúde

Docente: Maristela Dalbello de Araujo

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 10/08/2015

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Esta linha aglutina as pesquisas que se dedicam ao exame crítico acerca das Políticas, Programas e ações que são desenvolvidas no âmbito das políticas e programas sociais, consistindo fundamentalmente em aplicar um julgamento de valor a uma intervenção, através de um dispositivo capaz de fornecer informações cientificamente válidas e socialmente legítimas permitindo aos diferentes atores a sua manifestação. Adota a triangulação de métodos com enfase na abordagem qualitativa.

 

Projeto de Pesquisa: Processo de trabalho em saúde

Docente: Maristela Dalbello de Araujo

Linha de Pesquisa: Processos de Trabalho, Políticas Públicas e Desenvolvimento Local

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 01/07/2014

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: visa analisar os diferentes processos de trabalho na atenção básica e na rede de assistência como um todo.

 

Projeto de Pesquisa: Promoção da saúde e participação social

Docente: Maristela Dalbello De Araujo

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área De Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Início: 10/08/2015

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: este projeto acompanha a implantação da política nacional da promoção da Saúde e as formas de participação social no sus.

 

Projeto de Pesquisa: Processos sociais, desigualdades e direitos

Docente: Silvia Moreira Trugilho

Linha de Pesquisa: Serviço Social, Processos Sociais e Sujeitos de Direito

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Início: 02/02/2015

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Constitui-se pesquisa social aplicada de abordagem qualitativa que objetiva estudar processos sociais com atenção dirigida às relações sociais de desigualdade e aos direitos sociais de segmentos populacionais, na intenção de desvendar as contradições inerentes à garantia de direitos e acesso de pessoas em situação de desigualdade social às políticas públicas na realidade local. Propõe-se também a estudar fenômenos sociais que se constituem manifestações da questão social na realidade brasileira contemporânea, com ênfase em questões que expressam a realidade do estado do Espírito Santo e seus municípios. Abrange reflexões sobre sociabilidade, violência, violação de direitos, desigualdades de acesso a ações e serviços inerentes às políticas públicas, que possibilitem a análise das desigualdades e dos direitos sociais. Metodologicamente a pesquisa se aporta no método do materialismo histórico dialético, com vistas a considerar as mediações, contradições, a dinâmica, o movimento real dos objetos em estudo, na realidade social.

 

Projeto de Pesquisa: Políticas Públicas de Atenção à Saúde da Mulher

Docente: Solange Rodrigues da Costa

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 01/03/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Objetiva delinear perspectivas da construção de projetos interdisciplinares com enfoque na articulação gênero-saúde-educação, buscando contemplar os aspectos relacionados à promoção e humanização da saúde

 

Projeto de Pesquisa: Políticas Públicas Educacionais para a Educação Básica e Educação Inclusiva

Docente: Solange Rodrigues da Costa

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 12/03/2019

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Objetiva contribuir com as reflexões sobre como as políticas educacionais brasileiras se apresentam no cotidiano escolar da educação básica, incluindo nesse processo a educação inclusiva.

 

Projeto de Pesquisa: Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes e sua associação com fatores de risco cardiometabólico e os determinantes sociais da saúde.

Docente: Janine Pereira Da Silva e Valmin Ramos da Silva (Resp.)

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 01/08/2016

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Avaliar a prevalência de excesso de peso e demais variáveis associadas ao risco cardiometabólico e aos determinantes sociais da saúde em crianças e adolescentes. A contribuição social do projeto está na geração de conhecimento para a população em relação aos riscos da obesidade além de intervenção das políticas públicas para a prevenção da obesidade na infância e na adolescência.

 

Projeto de Pesquisa: Efeito dos determinantes e das iniquidades sociais no processo saúde-doença-internação nos diferentes ciclos de vida.

Docente: Janine Pereira da Silva e Valmin Ramos Da Silva (Resp.)

Linha de Pesquisa: Políticas de Saúde, Integralidade e Processos Sociais

Área de Concentração: Políticas de Saúde, Processos Sociais e Desenvolvimento Local

Data de Inicio: 01/02/2015

Situação do Projeto: em andamento

Descrição: Busca-se analisar e discutir os conceitos e as relações entre saúde e seus determinantes sociais, sua evolução histórica dos diversos paradigmas explicativos do processo saúde/doença no âmbito das sociedades. Discute-se, também, as possibilidades de intervenções de políticas e programas voltados para o combate às iniquidades de saúde geradas pelos determinantes sociais na busca da compreensão de que essas definições são fundamentais para elaboração e execução de políticas de saúde efetivas e de forma eficaz, no processo saúde doença e na garantia do direito à saúde de todos, tal qual está previsto na Constituição.